Quinta, 19 de Maio de 2022
27°

Pancada de chuva

Teixeira - PB

Dólar
R$ 4,89
Euro
R$ 5,18
Peso Arg.
R$ 0,04
POLICIAL Caso Mariana Thomaz

Laudo confirma lesões sexuais no corpo de estudante de medicina morta por estrangulamento

O principal suspeito do crime é o empresário Johannes Duceck, de 31 anos, que respondendo prisão preventiva em uma cela especial de um presídio da capital paraibana.

16/03/2022 às 08h49
Por: Edney Lisboa Fonte: Notícia Paraíba
Compartilhe:
Foto: Reprodução Internet
Foto: Reprodução Internet

O laudo pericial, concluído nesta quarta-feira (16), confirmou lesões sexuais no corpo de estudante de medicina morta por estrangulamento, em João Pessoa.

O caso aconteceu no último sábado (12) e o principal suspeito do crime é o empresário Johannes Duceck, de 31 anos, que está em prisão preventiva em uma cela especial do presídio, localizado no bairro Valentina de Figueiredo.

De acordo com informações apuradas pelo Notícia Paraíba, Mariana Thomaz, de 25 anos, estava morta há mais de quatro horas, quando a perícia chegou no apartamento do suspeito e encontrou a jovem sem roupa, caída no chão da sala do flat, localizado no bairro Cabo Branco.

Segundo testemunhas, a estudante cearense, que cursava o 6º período do curso de medicina em uma faculdade particular da capital paraibana, estaria se relacionando há cerca de um mês com o empresário.

Conforme as investigações da Polícia Civil, foi o próprio Johannes que chamou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) dizendo que a jovem teria sofrido uma crise convulsiva, mas quando a equipe chegou ao local, Mariana já estava sem vida e com sinais de asfixia.

O suspeito é empresário do ramo de cerâmicas e responde há quase 20 processos judiciais, alguns deles por agressão e violência doméstica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias